• White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

Praça Prof. Santos Andrea, 15 - 3º Esq, 1500-510 Lisboa, Portugal

geral@well-senior.com | +351 215 946 518

"Casas da Silva" - Desterro

VENDIDO

7 Apartamentos destinados para Alojamento Turístico de curta duração

Tipologia: T1

A "Casas da Silva" - Desterro fica localizada perto do Campo Mártires da Pátria, na freguesia de Arroios.

História

 

O nome “Arroios” evoca os numerosos cursos de água que por aqui existiram e que sobrevivem ainda nos topónimos dos arruamentos da freguesia. Arroios nem sempre foi uma freguesia só – a situação atual resultou da fusão das anteriores freguesias dos Anjos, Pena e São Jorge de Arroios.

O povoamento deste território cresceu junto a dois primeiros pólos, a Igreja dos Santos Anjos (1551) e o Convento de Santana (1562). Terras férteis, abundantes em água, fixaram populações e por aqui se instalaram numerosos conventos, que depois da extinção das Ordens Religiosas foram convertidos, na sua larga maioria, em equipamentos hospitalares.

A abertura da Avenida Almirante Reis determinou a urbanização das quintas próximas, surgindo os bairros Andrade, de Inglaterra, dos Açores e das Colónias, assim conhecidos pela toponímia temática, destinados à pequena burguesia que trabalhava nas redondezas. A imigração trouxe grandes modificações populacionais na zona, sendo hoje uma das áreas de maior interculturalidade de Lisboa, que a reabilitação urbanística da zona tem procurado enquadrar.​

Galeria de fotos da requalificação do edifício

Galeria de fotos interior dos apartamentos

Esta é uma freguesia com história e cultura que tem ao seu dispor património arquitetónico, religioso e civil. Conheça algum do património que dá identidade e diferenciação à Freguesia de Arroios:

Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa

Pavilhão de Segurança do Hospital Miguel Bombarda

​ Antiga Praça de Touros do Campo Santana

Largo do Intendente Pina Manique

Capela do Paço da Bemposta

Miradouro do Monte Agudo

Antiga Igreja dos Anjos

Fábrica Viúva Lamego

Regueirão dos Anjos

Convento de Arroios

Palácio Sotto Mayor

Please reload

Arroios é um lugar dinâmico e multifacetado no coração da cidade de Lisboa que alberga cerca de 80 nacionalidades. São aproximadamente 40 mil pessoas a habitar Arroios, espalhadas por 57 quilómetros de ruas. Vai do Largo do Intendente Pina Manique, com comércio mais tradicional e muita atividade cultural – um espaço recomendado inclusivamente pelo jornal nova-iorquino The New York Times – até ao Saldanha, com escritórios e empresas multinacionais. A Avenida Almirante Reis atravessa a freguesia quase de uma ponta à outra. A percorrer este eixo central, está a linha verde do metro com motivos arquitetónicos e artísticos marcantes.

Os bairros Andrade, de Inglaterra, dos Açores e das Colónias, feitos de edifícios com muita história e estórias para contar, misturam Art Déco com Modernismo, e transformaram-se em lugares cosmopolitas e de habitação intercultural, com vizinhança dos quatro cantos do mundo.

Acima da Praça das Novas Nações, localizada no centro do Bairro das Colónias, está o Miradouro do Monte Agudo, que oferece uma vista panorâmica sobre a cidade. Tem cerca de 1,2 hectares de área, um painel de azulejos da autoria de Fred Kradolfer e uma esplanada que complementa o usufruto da paisagem.

O maior jardim da freguesia fica no Campo dos Mártires da Pátria, de seu nome Braancamp Freire em homenagem ao historiador e arqueólogo, que dispõe de um quiosque com esplanada, um polidesportivo, um parque infantil e lagos com patos e galinhas. É de destacar que aqui existem árvores classificadas de interesse público.

Abaixo do Campo dos Mártires da Pátria, está a Rua do Saco, onde se encontra a Biblioteca de São Lázaro, a biblioteca municipal mais antiga de Lisboa. Criada em 1883, a sala principal mantém, ainda, o belíssimo mobiliário da época e dispõe de publicações dos séculos XVII ao XXI

No outro extremo da freguesia, no Largo de Dona Estefânia, está a Estátua de Neptuno que ornamenta o chafariz do largo. Este Neptuno em mármore já percorreu a cidade, tendo estado inclusivamente na Praça do Chile, onde se encontra hoje a estátua de Fernão de Magalhães, um navegador português que empreendeu a 1.ª viagem de circum-navegação.

Arroios dispõe de três mercados recentemente requalificados e modernizados:

Mercado 31 de Janeiro

Localizado na Rua Engenheiro da Silva, o Mercado 31 de Janeiro apresenta uma área de 7 000 metros quadrados, é constituído por uma cave, dois pisos acima do solo e um terraço.

Horário
Segunda – sábado: 07h00 -14h00
Encerra: Domingo

 

Transportes
Autocarros: 91, 207, 713, 716, 720, 726, 727, 730, 736, 738, 742, 744, 753, 783
Metro: Linha Amarela – Saldanha

 

Mercado de Arroios

O Mercado de Arroios situa-se na Rua Ângela Pinto entre a Praça do Chile e a Alameda D. Afonso Henriques. Aqui pode encontrar-se peixe fresco e congelado, bacalhau e afins, legumes, fruta, carne, salsicharia, leitão assado, padaria, charcutaria, churrascaria e restauração, assim como flores, plantas e artigos de jardinagem, roupas, bijutarias e quinquilharias.

A mais recente novidade para o Mercado de Arroios é a implementação de um projeto de estufa hidropónica – sem recurso a solo – no topo do edifício da autoria da start-up Lisbon Farmers, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Junta de Freguesia de Arroios. O objetivo deste projeto é trazer a agricultura para a cidade, através da produção de alimentos hortícolas e ervas aromáticas que serão escoados no próprio mercado.

Horário
Segunda – sábado: 07h00 – 14h00
Encerra: Domingo

 

Transportes
Autocarros: 706, 708, 717, 718, 735, 742, 797
Metro: Alameda

Mercado do Forno do Tijolo

O Mercado do Forno do Tijolo tem também sido alvo de uma profunda requalificação que contemplou já a passagem dos comerciantes para a zona à volta da praça central, uma área renovada desenhada a pensar na luminosidade do espaço para que os produtos possam ser apreciados da melhor maneira.

Neste mercado pode encontrar-se peixe fresco, legumes, fruta, carne, congelados, ovos, padaria, charcutaria e bebidas engarrafadas, roupas, flores, plantas, artigos de jardinagem e até um supermercado.

O Mercado de Culturas é um espaço polivalente, dedicado a eventos culturais, desportivos e de índole social com gestão da inteira responsabilidade da Junta de Freguesia de Arroios.

Situado na antiga nave central do Mercado do Forno do Tijolo e com quase 1000 m2, encontra-se o Mercado das Culturas, sendo já um importante ponto de encontro de pessoas e culturas na cidade de Lisboa, tendo aberto portas em 2016.

O Mercado de Culturas está apto a receber eventos públicos diversos, desde exposições, feiras, workshops, espetáculos (cinema, teatro, música, etc.), bem como acolher a realização de iniciativas com origem no dinâmico movimento associativo da cidade

 

Horário:
Segunda-feira – sábado: 07h00 – 14h00
Encerra: domingo

 

Supermercado:
Segunda-feira – domingo: 08h00 – 21h00

 

Transportes
Autocarro: 734
Elétrico: 28E